quarta-feira, 22 de março de 2017

OPINIÃO: Reforma Política

Resultado de imagem para foto de luizinho cavalcante ex-prefeito de carnaubais

A reforma política é mais do que necessária a sua realização, todos concordam que o atual modelo exaurisse e se tornou o berço de todos os escândalos em nosso País. Acuados e observando  que o tempo fechou até pra eles, o congresso discute propostas de mudanças profundas.

Defendo: Lista fechada para o parlamento de vereador ao deputado federal;
Uma sequência de no máximo dois mandatos parlamentar;
Fim dos vice-prefeito, vice-governador e vice-presidente. Em caso de necessidade de substituição se tem o presidente do legislativos;
Fim do suplente de Senador, assumiria o segundo colocado no pleito eleitoral;
Mandatos de 5 anos sem reeleição;
Limites de gastos nas  campanha municipais, estadual e federal;
Sou contra o voto distrital.

Mudaria muita coisa na política brasileira. Com a lista passaria a predominar o programa e a plataforma do Partido, diferente de hoje, que você vota num vereador e o eleito é  de outro partido. O vereadores e deputados não se vendiam  como vergonhosamente acontece hoje. Antes da posse já tem se negociado para pagar divida dos votos comprados na eleição. 

A alegação de que os partidos tem dono se acabaria. Pois ninguém é obrigado a ser  filiado a partido que tenha dono, agora iria existir uma razão para você escolher o partido no qual você concorda com suas ideais. Não se faz omeletes sem quebrar ovos, precisa ter coragem para fazer o que 80% dos países no mundo já adotaram, não é  mais nenhuma aventura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O lançamento está próximo!