sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Uma nova ordem jurídica modificará o quadro político partidário em nosso município

Resultado de imagem para foto do ex-prefeito luizinho cavalcante em carnaubais
Quando o Congresso Nacional  votou  a reforma eleitoral no ano passado, confesso que achei pouco, queria mais. Mas admito que foi mais profundo do que  detectei. Analisando o resultado eleitoral percebo que a nova lei eleitoral avançou em benefício da democracia, assim conforme o resultado eleitoral. O fim do financiamento de empresas e o limite de doações colocaram uma nova ordem no pleito, como também o financiamento público de campanha, foram pontos determinantes no resultado eleitoral.

O desdobramento da lei se aprofundará no próximo pleito municipal de 2.020, em que acabou com as coligações proporcionais, o que afetará em cheio o atual quadro político, basta analisar a realidade em nosso município em que uma Câmara Municipal composta por 9 vereadores, onde cada um dos seus membros  pertencem a um partido diferente.

Essa realidade será totalmente modificada, pois não resistirão a existência de tantos partidos. Uma nova realidade política os obrigarão aos atuais vereadores a se obrigarem em um novo projeto político partidário para enfrentarem o próximo pleito eleitoral. Muitos partidos deixarão de existirem dentro dessa nova ordem de estrutura partidárias.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O lançamento está próximo!